Projeto

A cidade contém em si um pomar, constituído por inúmeras árvores de fruto, privadas e públicas, que o projeto MUITA FRUTA vai mapear, recuperar e cuidar, atribuindo-lhes valor enquanto património ambiental, cultural, social e económico.

 

Sendo o foco principal a função social da árvore enquanto elo de ligação ao território, MUITA FRUTA apresenta uma abordagem holística e criativa que parte dos quintais dos bairros de intervenção do projeto para o espaço urbano, desenvolvida através de interações experienciais comunitárias que facilitem uma vivência prática, consciente e reflexiva, ancorada na participação ativa dos grupos na identificação de problemáticas, mas sobretudo na elaboração de soluções coletivas para a construção de um cenário partilhado de cidade.

 

Sendo a utilização dos recursos locais fundamental para a criação de ferramentas que valorizem o capital social e natural, ocupando assim os mais idosos e potenciando a empregabilidade e consequente fixação dos mais jovens nos bairros.



Missão

  • Cuidar das árvores da cidade.
  • Colher e distribuir os frutos por quem precisa.
  • Combater o desperdício.
  • Desenvolver a economia local
  • Promover a educação ambiental
  • Colocar Lisboa no mapa-mundo da fruta.


Por quê?

  • Reduzido investimento em espaços verdes que poderiam aumentar as potencialidades económicas e o envolvimento comunitário.
  • Degradação das infraestruturas, higiene urbana e parque habitacional.
  • Exclusão social.
  • Crescimento do turismo, a especulação imobiliária e consequente gentrificação.


A quem se destina?

  • Comunidade local
  • Proprietários de árvores
  • Todas as pessoas que se preocupam com a qualidade de vida urbana
  • Interessados em agricultura urbana
  • Pessoas com preocupações sociais e ambientais
  • Turistas e visitantes da cidade
  • Jovens desocupados
  • Idosos


Como?

  • Criando equipas de tratamento, poda e colheita das árvores de fruto.
  • Distribuindo fruta e produtos confeccionados por quem mais deles necessite.
  • Criando uma a Marca Social para vender a fruta transformada, permitindo a sustentabilidade financeira do projeto.
  • Criando uma plataforma online que potencie o trabalho em rede e o relacionamento estratégico entre parceiros.
  • Criando um programa de cidadania ativa e de economia partilhada, gerando Capital Social.
  • Criando um programa participativo de resiliência urbana e educação ambiental, que reforce o sentido de pertença da comunidade.
  • Criando parcerias internacionais que conferiram projeção alargada e coloquem Lisboa no mapa das boas práticas internacionais.


Para quê?

  • Aproveitar os frutos oriundos dos quintais e do espaço público.
  • Disponibilizar alimentos de qualidade como complemento ao cabaz familiar.
  • Proporcionar momentos de convívio entre a comunidade.
  • Partilhar receitas e aprendizagem de métodos de conservação.
  • Aumentar a coesão social no território.
  • Valorizar os espaços públicos e privados da cidade.


Metodologias

  • Ciclos de debates
  • Palestras
  • Encontros
  • Workshops
  • Eventos comunitários
  • Showcookings
  • Frutaria – Fruta e Cidadania -Espaço de discussão e de troca de experiências


Temáticas

  • Empreendedorismo social, inovação e gestão comunitária de projetos e recursos naturais, financeiros e humanos;
  • Participação democrática e cidadania;
  • Técnicas hortofrutícolas ecológicas;
  • Preservação e conservação de alimentos.